segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O EMBRULHO


De repente ela se percebe novamente tomada por aquele sentimento tão especial, grande demais! Precioso demais! Avassalador! E agora, o que fazer? Nada mais lógico do que pegar tal relíquia e oferecer a quem o causou. Doá-lo a quem na verdade fez transbordar esse sentir tão pulsante ao ponto de não conseguir guardá-lo. Pensou na ideia de embrulhar tudo, fazer um lindo pacote e bater à porta do motivo de sua querência. Ele decerto iria gostar. Toc...Toc...Toc!
- Oi. É vc?
- Oi... Não gostou de me ver?
- Que é isso! Só fiquei surpreso, não avisou que viria. Tudo bem contigo?
- Tudo bem, e com você?
- Estou ótimo. Mas fale aí, o que te trouxe?
- Vim te trazer isso, esse embrulho... Está lindo, concordas?
Ela começava a perceber, surpresa, a total falta de empolgação do sujeito alvo de sua querência. Ele a olhava num contentamento completamente ausente... Parecia que não estava ali de fato.
- É lindo sim. Tu que o fizeste? E do que se trata?
- Ué! Não o reconheces? É o amor... O meu amor. Trouxe-o pra te dar, afinal já te pertence ainda que eu não quisesse. Só queria que soubesses que é realmente teu. Vê, abre... É teu!
- Deve ter dado um tanto de trabalho fazer esse pacote. Tu és mesmo doidinha, menina!
- Nem tanto. Bem sabes que já estava pronto e lindo. Embrulhei apenas como forma de simbolizar o meu sentimento. Mas parece que não curtisses muito a idéia.
- Não é bem assim. Fiquei lisonjeado. Tu és muito carinhosa, meiga... Uma simpatia!
- Xiiiiiiiii... Conheço bem esse papo... Tu és muito carinhosa mas...
- A verdade é que muitas coisas aconteceram, não percebeste? Digamos que encontrei um embrulho que tomou de assalto todos os meus encantos. Tu sabes que essas coisas acontecem além do nosso querer, tu sabes!
- Mas... Pensei que... Eu... Nós...
- Estou usando de toda a minha sinceridade contigo. Nunca te prometi nada... Aliás, não adianta prometer sentimentos, porque eles simplesmente não nos obedecem. Te afirmo: Estou feliz, muito feliz.
- E eu ? O que faço com esse embrulho? Aonde guardo tudo isso? Não sei se consigo...
- Claro que consegue. És forte! Aos poucos vais percebendo o quanto és corajosa. Quero que estejas bem, compreende?
Nesse momento ela já não o escutava. Não queria ouvir tais palavras de gentileza enquanto era conduzida sutilmente à porta de saída. Sentia-se uma vendedora de enciclopédia, tendo sua venda sendo gentilmente negada por alguém que considerava o seu produto incrível, mas não poderia adquirir naquele momento. Quis sair dali correndo, sem rumo, desvairada... Apenas correndo feito Forrest Gump, sem bagagem, sem embrulho... Queria mesmo era que o maldito embrulho que não era bom o bastante se fragmentasse em minúsculas partículas irrecuperáveis a cada passo sem rumo que dava. Correria até se deixar cair. Até cansar de tanto soluçar, esgotar sua última lágrima... E nesse momento perceberia que era hora de trilhar o caminho de volta... Haveria de caminhar lentamente de volta a si mesma.


18 comentários:

  1. Putamércia.....
    Que coisa munita de ler "embreagado eu tô".... Sério... Inda mais com esse acompanhamento sonoro... Nussssssss!!!!
    Saiba que nesse desenfreado "Momento forest Gump" nem precisa olhar pra trás, joga teu 43º que vai me notar ali correndo ao teu lado....

    Pega o embrulha e trás pra Nós....
    Bejô
    Tatto

    ResponderExcluir
  2. Memem amada minha linda de "viver"!

    eu vou falar oq? depois de te ler...
    vou concordar com meu quirido ai de cima...

    estou embreagada aqui..
    "o que faço eu com este embrulho"?

    Hibernar talvez, pra depois acordar e presentear a quem realmente mereça....

    beijO açucarado,amada minha...
    e ate sempre sempre...

    ResponderExcluir
  3. Bilene, Bassei bra esbricar que a embrulha eu Valei Zem Guerer.... hehehehe

    É o EMBRULHO

    Bagios
    Tatto Sallin

    ResponderExcluir
  4. Se ele não aceitou o presente é porque de verdade é bem menos do que ela idealizava. Portanto ... pé na estrada, corre mesmo, rs.

    Beijos Milene !

    ResponderExcluir
  5. Não dá pra forçar uma situação assim. O amor é junção e não individual.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Ô Milene, mais uma embreagada aqui. O_O
    Entendo tão bem desse sentimento menina, vc nem imagina o quanto...
    Mas olha, o brilho que tem dentro desse lindo embrulho vai te guiar a brilhos semelhantes.
    Certo como essa tela rosadinha está na minha frente agora.
    Cuida bem desse embrulhinho garota, porque ele vale ouro!!
    Beijãozão

    ResponderExcluir
  7. vorto manhã com as ideia maisssss aclareada...visse????? miaguarde e "Deusquitiguarde" (Peludim mi imprestô)pq vais ouvir....ahhh se vai....inté sem beijuuss ocitocinados (mas eu guento e continuo a te amar messmo agri)fuiiii dormir pq é miódibauuummmm nessas hora qui agenti fica cum vuntadi de istapeá de baixo prá cima e de cima pra baixo tumém!

    ResponderExcluir
  8. Olha Que Ta Pegando o Jeito...!

    A Participação Especial de Forrest Gump Ficou
    Bacaninha.
    Aliás , Na Minha Opinião,ele Nunca Correu Como Um
    Tolo. Tolice era Ficar Parado Frente a Tamanha
    Hostilidade Que se Apresentava Para Ele.

    E o Embrulho ? Ficou sem dono ?
    Traga-me Que Fico Com Ele.
    Traz Também Uma Garrafa de Vinho. hahahaha

    Um Beijo !

    ResponderExcluir
  9. NINGUÉM TASCA, QUE ESTE EMBRULHO É MEU!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Milene!
    Às vezes acontece isso em nossas vidas: a gente quer, o outro não quer! Talvez por chegarmos em momento errado, talvez por sermos a pessoa errada... não sei! Só sei que temos que continuar, outros presentes, no futuro, surgirão, e o passado ficara pra trás!
    Bjs!
    Rik.

    ResponderExcluir
  11. Milene, bruxinha-fada, esta cena acontece incontáveis vezes em todos os dias desta vida.
    Por isso mesmo, tem pessoas que nem querem se aventurar e às vezes deixam passar o que seria seu por medo de errar na escolha!
    Outras se arriscam mais, levam vários "foras" e acabam encontrando quem realmente as merece.
    Você sabe como poucos retratar sentimentos usando figuras de linguagem.
    Belo texto!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. - Guarde com muito carinho esse embrulho, Milene. Ele vale mais que ouro: vale a felicidade.
    - Mas tem que ser desembrulhado pela pessoa certa, que nem sempre é aquele cujo nome escrevemos esperançosamente no cartão... é como o Leonel diz: a cada frustração, enxugamos as lágrimas, trocamos o cartãozinho por outro, e vamos em frente! Os sapos não se transformam em príncipes encantados, mas de vez em quando se parecem incrivelmente com eles!

    - PS: Você gosta de goiabada?

    ResponderExcluir
  13. Nada como voltar depois de uma noite bem mal dormida e de horas seguidas de trabalho para conclusão desse ano. Os meus amados aí prá cima já disseram tudo, ou quase...esse embrulho é especial por demais para ser desperdiçado e ele é seu, propriedade sua! E sabe o que faria com um presenteado desses? Agradeceria (por maior que fosse a dor ou a (des)ilusão, pois foi HOMEM o suficiente de dizer não merecê-lo!!! É como uma jóia muito cara e preciosa sendo dada a alguém que não tem nem onde e nem como usá-la... como dizia minha mãe (e custei/custo a entender!!!!):Fiiiiilha, não dê pérolas a porcos. Respira fundo e preserve essa jóia com vc, até perceber - realmente - quem além de merecedor saberá compartilhá-la!
    Beijuuss, eternamente ocitocinosos, n.c.

    ResponderExcluir
  14. *********AGRADECIMENTO********

    Um agradecimento do Post de Mamãe... SPAM... Crtl+C / Ctrl+V

    Macaco só tem uma coisa pra dizer!!!

    Deussskiajude o carinho que vocês deram pra essa Mulher... Minha Mãe, Hoje menininha minha...

    Estou imprimindo e irei ler pra ela.. Queira Deus ela compreenda a força que tem essa Blogsfera!!!!!

    Amigos Bejô xoramingado de emoção
    Tatto

    ResponderExcluir
  15. Que leitura gostosa!! Parabéns por este espaço tão agradável!

    beijos!

    ResponderExcluir
  16. Achei muito interessante essa ideia de amor literalmente embalado pra presente. Nunca me ocorreria nada parecido.
    Será que você estava sob a influência das festas de fim de ano, ao criar o texto deste post?
    Ah, também achei muito bom o texto, como tal. Espero lê-la no quiosque.

    ResponderExcluir
  17. COITADO QUE NÃO ACEITOU ESSE PRESENTE...TEM PRESENTE MAIS VALIOSO QUE O AMOR...TEM NÃO...TALVES POR DISTRAÇÃO NÃO TENHA VISTO DA TAMANHA IMPORTANCIA..QUEM SABE UM DIA ARREPENDIDO VAI CHORAR POR TER DEIXADO ESCAPAR..UM GRANDE AMOR...QUEM SABE NÃO FOI MELHOR PRA QUEM QUIZ ENTREGAR O PRESENTE ...MAIS TARDE VIRÁ OUTRO MELHOR...QUANTO AO DESFECHO DESTA HISTORIA SO O TEMPO PRA SABER NÉ??
    LINDO TEXTO BELA HISTORIA COMO TODAS QUE VEJO AQUI...
    LEIO TODAS...
    OTILIA
    FELIZ ANO NOVO ...

    ResponderExcluir
  18. trata-se de um desenlace.

    Ainda assim é precioso o presente ofertado. E haverá quem se disponha a guardá-lo.

    .
    .
    .

    Adorei a prosa poética.

    ResponderExcluir